Dinheiro em Ação

Cingapura, Canadá e Lemann vão controlar Eletrobras

Crédito: Alan Santos

Sob protestos, a privatização da Eletrobras foi formalizada na B3 na terça-feira (14). A operação movimentou R$ 33,7 bilhões. Foram vendidos 802,1 milhões de ações, com um preço base de R$ 42. Com a capitalização e com a venda de parte das ações do BNDES, o governo reduziu sua participação no capital votante da estatal de 68,6% para 40,3%, o que transformou a Eletrobras em uma empresa privada. O GIC, fundo soberano de Cingapura, o veículo de investimentos de fundo de pensão canadense CPPIB e a gestora brasileira 3G Radar, ligada ao 3G Capital, de Jorge Paulo Lemann, devem se tornar os maiores acionistas da Eletrobras quando a oferta estiver concluída, nos próximos dias. Acionista minoritário, o governo manterá uma golden share, que lhe garante poder de veto em caso de deliberações que visem alterar o limite de participação no capital de 10%, estabelecido no estatuto social da empresa.

QUEM VEM LÁ
CVC quer r$ 477 milhões com Follow On

O Conselho de Administração da CVC aprovou em reunião na terça-feira (14) a nova oferta restrita primária de 46,5 milhões de ações ordinárias. Essa oferta poderá ser elevada em até 25%, chegando a 11,625 milhões de ações, e será realizada em mercados de balcão no site de mineração bitcoin e no exterior. Baseado no valor de fechamento do dia 13 de junho, de R$ 8,21, o montante inicial pode oscilar entre R$ 381,7 milhões e R$ 477,2 milhões considerando o lote adicional. O período de subscrição começou no dia 15 de junho e se encerra no dia 22.

ALIMENTOS
M. Dias branco reforça a dieta com Jasmine

A M.Dias Branco, uma das líderes na produção de biscoitos e massas, adquiriu a companhia Jasmine, líder do mercado de alimentos orgânicos, zero açúcar, integrais, cereais e lanches sem glúten. As margens são maiores no mercado de itens ditos saudáveis. O valor da transação não foi divulgado, mas o mercado estima que o negócio gire em torno de R$ 350 milhões. Caixa não é problema para a M. Dias Branco, que encerrou o primeiro trimestre do ano com receita líquida de R$ 1,89 bilhão e lucro líquido de R$ 37,8 milhões.

AGRONEGÓCIO
Resultado recorde da Jalles Machado

Beneficiada pelo bom momento de preços do setor agrícola, a Jalles Machado anunciou na segunda-feira (13) resultados recordes ao final da safra com o processamento de 5,3 milhões de toneladas de cana. No consolidado da safra, a receita bruta foi de R$ 1,73 bilhão, alta de 35,5% em relação à safra anterior. O resultado medido pelo Ebit foi de R$ 736,9 milhões, um aumento de 44,8% em relação à safra 20/21. A produtividade medida por tonelada por hectare (TCH) foi de 93,4, uma das mais altas do setor.

DESTAQUE DO PREGÃO
Carrefour fará Big investimento de R$ 2,1 bi

Divulgação

Após concluir a aquisição do Grupo BIG, o Carrefour site de mineração bitcoin informou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no domingo (12) um plano de investimentos de R$ 2,1 bilhões para converter 124 lojas (de um total de 374) do BIG. O plano de integração prevê que 38 lojas do Maxxi Atacado, 28 do BIG e quatro lojas TodoDia irão operar sob a marca Atacadão. Outras 47 unidades serão convertidas em novas lojas Carrefour, e sete serão adaptadas para o formato Sam’s Club. Nesse processo, 35 lojas ficarão fechadas por dois meses para adaptação. Outras 89 lojas que não precisarão ser reformadas ficarão fechadas por três dias para as mudanças. Com a conversão esperam-se um forte aumento nas vendas e ganhos de sinergia de pelo menos R$ 2 bilhões por ano até 2025.